Doenças da Pele | Slim Clinic

Doenças da Pele

A pele é o maior órgão do corpo humano, consequentemente o mais afetado por doenças.

As doenças de pele são cada vez mais comuns e sua prevenção ou diagnóstico precoce são de suma importância.

No caso das doenças que acometem a pele temos: acne, melasma, psoríase, micoses superficiais, tumores da pele etc.

Acne:
Entre os principais motivos que causam o aparecimento da acne, estão as alterações hormonais e o estresse. A doença pode apresentar lesões não inflamatórias e/ou inflamatórias. Lembrando que, quanto mais precoce o tratamento, melhores serão os resultados.
Melasma:
É a manifestação caracterizada por manchas escuras na pele do rosto e seu surgimento, geralmente, está relacionado à gravidez, ao uso de anticoncepcionais e a exposição solar. O tratamento deve ser orientado pelo médico, que poderá recomendar uso de medicamento despigmentantes, peelings e/ou lasers, além de um protetor solar potente próprio para cada tipo de pele.
Psoríase:
É uma doença que apresenta sintomas que desaparecem e reaparecem periodicamente e seus sintomas variam de acordo com cada paciente, mas podem incluir: manchas vermelhas com escamas secas, coceira, queimação, dor, até inchaço e rigidez nas articulações. O tratamento da psoríase é essencial para manter a qualidade de vida.
Micoses superficiais:
São infecções causadas por fungos que se apresentam de várias formas, dependendo do local afetado e também do tipo de fungo causador da micose. Evite usar medicamentos que não foram indicados por um especialista, pois podem mascarar características importantes para o diagnóstico correto da micose, dificultando o tratamento.
Tumores da pele:
A principal causa dos tumores da pele é a exposição excessiva ao sol e o número de novos casos aumenta a cada ano. Por isso, é importante observar qualquer alteração na pele, seja uma pinta, mancha, ferida etc. Observado qualquer sinal suspeito, procure sempre um dermatologista para avaliar o seu caso e, se necessário, iniciar o tratamento o mais breve possível.
Melanose solar:
São aquelas manchas na pele causadas pela exposição ao sol, acumulada durante os anos, sendo mais comum em pessoas de idade. O dano causado induz a produção de melanócitos, célula que produz o pigmento que dá cor à pele, o que resulta no aumento da produção de melanina e, por consequência, o escurecimento da pele. Estas manchas, geralmente, são pequenas de coloração castanha e não possuem textura ou relevo.

ÁREAS MAIS ATINGIDAS

As manchas surgem nas áreas mais expostas à radiação solar, como: rosto, braços, mãos, ombros e colo.

TRATAMENTO

O tratamento pode ser feito de várias maneiras:

  • Cauterização Química;
  • Criocirurgia;
  • Dermoabrasão;
  • Peelings Químicos;
  • Uso da luz intensa pulsada.

INDICAÇÕES

O tratamento é indicado para todas as pessoas, embora seja mais comum em pessoas de idade mais avançada.

RESULTADOS

O resultado é o desaparecimento ou clareamento das manchas.

CUIDADOS PRÉ E PÓS

Proteger a sua pele é fundamental antes, durante e após o tratamento e cada tipo de tratamento possui sua particularidade porém, existem alguns cuidados que devem ser tomados em todos os casos:

  • ANTES
  • Evitar se bronzear antes da sessão com a finalidade de melhorar a eficácia do tratamento.
  • Quando indicado, utilizar os cremes tópicos prescritos para um melhor preparo da pele.
  • DEPOIS
  • Use protetor solar com fator de proteção solar acima de 50 e reaplique de 3 em 3 horas.
  • Se não for possível evitar a exposição solar durante o período inicial, o paciente deverá proteger a pele de acordo com a área tratada.
  • Será recomendado hidratar a área tratada com produtos adequados. Siga corretamente as orientações do seu médico.

CONTRAINDICAÇÕES

As contraindicações são restritas aos tratamentos com laser ou luz pulsada:

  • Mulheres grávidas ou em períodos de lactação.
  • Peles bronzeadas.
  • Portadores de Vitiligo.
  • Pacientes com sensibilidade à luz.
  • Pacientes com doenças autoimunes como o Lúpus e o Pênfigo.
  • Lesões ou ferimentos na área a ser tratada.

IMPORTANTE

Por ser um tratamento delicado, é imprescindível que seja realizado por um médico especializado e experiente.

Faça sempre uma avaliação antes de qualquer procedimento.